21jun
Fundação CSN lança projetos para público da terceira idade em Volta Redonda

Projetos voltados à cultura e à saúde por meio do cultivo e agricultura familiar foram apresentados ao público nos dias 26 e 27 de junho  

Nos dias 26 e 27 de junho, a Fundação CSN lançou, em Volta Redonda (RJ), os primeiros projetos voltados diretamente à terceira idade, por meio da Lei do Incentivo ao Idoso. Na quarta-feira (26/06), aconteceu o evento de estreia do programa Os Bailes da Vida, na Praça Brasil. Já na quinta-feira (27/06), foi a vez do projeto Resgatando Saberes, no auditório da ETPC. A entrada nos eventos de lançamento foi aberta ao público e poderão participar dos projetos pessoas idosas acima de 60 anos, direcionadas pelos parceiros da Fundação CSN.  

Estiveram presentes nos eventos a Secretária Municipal de Esporte e Lazer (SMEL), Srª Rose Vilela; a Secretária Municipal de Assistência Social (SMAS), Srª Rosane Marques; a Secretária Interina de Meio Ambiente, Srª Gizely Gomes; o Presidente da Fundação Educacional de Volta Redonda – FEVRE, Sr. Caio Pinheiro Teixeira; o Presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa de Volta Redonda – CMDDPI, Sr. Geraldo Antônio Martins Vida; o Diretor de Assistência Social da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda – AAPVR, Sr. Manoel Messias dos Santos; o Secretário Municipal de Cultura Anderson de Souza; a Gerente de Administração e relacionamento da CBS: Claudia Pereira; a Coordenadora do curso de educação física do UBM, Gláucia Henrique; e a Coordenadora do curso de psicologia do UGB, Elizabeth Nair Soares. 

Fábio Silvestre, Gerente de Projetos da Fundação CSN, explica que “Volta Redonda já é uma cidade que tem várias políticas estruturadas para pessoas idosas e tem um trabalho consolidado há anos na área. A Fundação CSN chega para somar forças junto ao papel que a prefeitura já desenvolve por meio das Secretarias de Assistência Social (SMAS) e de Esporte e Lazer (SMEL)”. O Gerente de Projetos reforça que a CSN, por meio da Fundação, tem como propósito apoiar as comunidades dos territórios no entorno de suas operações, com ações voltadas para o público e com apoio a projetos, e a nova iniciativa para o público idoso chega para reforçar esse propósito. 

Silvestre afirma que a relação da Fundação CSN com a população idosa de Volta Redonda existe “há muitos anos, mas até então não tínhamos nos debruçado com ações tão diretas. Entendemos esse momento como a oportunidade de trazer programas e projetos que são diferentes daqueles oferecidos pelo poder público, mas complementares. Isso fortalece essa rede de atenção e proteção à pessoa idosa. Os dois novos projetos, Os Bailes da Vida e o Resgatando Saberes, já estavam no nosso radar e agora estamos animados por colocar em prática”.  

O programa Os Bailes da Vida é uma iniciativa que visa, por meio da dança de salão, a inclusão digital, o resgate e valorização da memória, e o fortalecimento do envelhecimento ativo da pessoa idosa, seguindo os pilares do envelhecimento ativo da Organização Mundial da Saúde (OMS), que envolvem os temas de saúde e bem-estar biopsicossocial, participação social e cultural, segurança e aprendizagem. O evento de lançamento contou, além da abertura oficial, com dinâmica de alongamento e bailão para o público presente. 

As atividades do projeto ocorrem duas vezes por semana, com turmas de 30 participantes cada, de segunda a sexta-feira, com 3 horas semanais por turma, totalizando 120 idosos atendidos. Durante as atividades, além de dois professores, os alunos contarão com o auxílio de 18 estagiários estudantes de educação física e psicologia. O projeto tem o compromisso de fortalecer, ainda mais, Volta Redonda como uma cidade amiga da pessoa idosa, a partir da realização de bailes, festivais e workshops. As 120 vagas se esgotaram em dois dias de inscrição, e atualmente há uma lista de espera para os que querem participar. 

Já o projeto Resgatando Saberes, outra das novas iniciativas da Fundação CSN, visa proporcionar, com base na sustentabilidade, a partilha de saberes sobre agricultura familiar e alimentação saudável. O objetivo do programa é elevar a qualidade de vida da população idosa de Volta Redonda por meio do cultivo e distribuição de hortaliças e fomento da agricultura familiar urbana. O evento de lançamento do Resgatando Saberes recebeu a palestra sobre o tema “Longevidade X alimentação saudável: temperos funcionais e suplementos consciente”, ministrada pelas nutricionistas Maura Gonçalves Ferreira e Paula Oliveira Muniz de Mendonça, e plantio das sementes de temperos junto aos presentes.  

No Resgatando Saberes, são realizadas atividades que envolvem cultivo suspenso de hortaliças e legumes; capacitação sobre o cultivo de hortaliças e hábitos saudáveis na perspectiva da sustentabilidade; rodas de conversas sobre a saúde individual e coletiva; degustação dos alimentos semeados e colhidos; troca de saberes culturais entre as gerações; partilha de receitas nutritivas e dicas a partir dos meios tecnológicos (aplicativo). 

O projeto é realizado três vezes por semana durante os períodos matutino e vespertino, na ETPC e no Garoto Cidadão. São 100 beneficiários, divididos em duas turmas de 50 participantes, uma em cada período.